IMG-20161122-WA0017A Prefeitura de Santo Antônio da Patrulha reassumiu, nessa segunda-feira, a administração do Hospital Municipal depois do encerramento do contrato com a empresa que estava a frente da instituição há quase um ano e meio. Como todos os médicos e funcionários foram demitidos pelo gestor anterior e com falta até de alimentos, medidas emergenciais estão sendo adotadas para que as portas não sejam fechadas.
O prefeito Paulo Bier assinou um decreto criando uma comissão administrativa para o Hospital até o dia 31 de dezembro, quando ocorre a troca de governo. A equipe está sob comando do secretário municipal de Obras, Toninho Selistre. Para manter a emergência aberta dois médicos foram contratados emergencialmente e outros profissionais foram deslocados dos serviços de saúde da Prefeitura.
A população se mobilizou e está doando alimentos para o Hospital, como feijão, arroz, carne, café e açúcar. “Gastaríamos cerca de R$ 8 mil para comprar tudo o que recebemos e o dinheiro poderá ser investido em outras áreas. Eu estou emocionado com a atitude das pessoas”, disse Selistre. As doações de alimentos e produtos de limpeza ainda são necessárias para o funcionamento da instituição de saúde.
A licitação para definir uma nova empresa para administrar o hospital está suspensa devido a dúvidas apresentadas pelos interessados. A Justiça bloqueou repasses do Sistema Único de Saúde ( SUS) para a antiga gestão para garantir o pagamento de dívidas, especialmente com os trabalhadores demitidos. São aproximadamente setenta leitos, mas apenas sete pacientes estão internados. Não há previsão para que novas internações sejam realizadas porque são necessários ajustes burocráticos junto à Secretaria Estadual da Saúde para que as despesas sejam pagas pelo SUS. “O governo do Estado precisa se sensibilizar com a situação dos hospitais do interior, até para não sobrecarregar a Capital”, alertou o secretário Selistre.
Enquanto a Prefeitura e a população lutam para manter o Hospital de Santo Antônio da Patrulha funcionando, um boa notícia é a retomada do serviço de oftalmologia, uma referência para a região. O atendimento nesta especialidade estava suspenso há alguns meses e, segundo Toninho Selistre, será reativado a partir desta quinta-feira.