Prefeito de Rolante vai pedir liberação do FGTS para atingidos por cheias | Foto: Alina Souza

O prefeito de Rolante, Ademir Gomes Gonçalves, tem cinco pedidos específicos para o presidente Michel Temer, que sobrevoa nesta segunda-feira os municípios gaúchos mais afetados pelas cheias da semana passada. Além de solicitar a homologação imediata da situação de emergência na cidade do Vale do Sinos, Gonçalves vai pedir a liberação do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) às famílias afetadas pelas enxurradas; o cartão Minha Casa Melhor para que os moradores possam repor móveis e eletrodomésticos danificados; a ajuda no cartão da Defesa Civil para a limpeza da cidade, a recuperação de estradas e de danos causados; e a recuperação do rio, que é uma fonte de renda, já que é uma área turística.

“Precisamos que o governo seja ágil na liberação de recursos”, disse Gonçalves. “Não menos importante é a prevenção para que desastres como esse não voltem a acontecer no município de Rolante e na região do Vale do Paranhana”, declarou o prefeito.

O prefeito explicou que, como o município fica em um vale, as enchentes são comuns, no entanto, Gonçalves relatou que não foi feito um desassoreamento no rio por falta de recursos. “Se nós mantivermos o rio desassoreado, o impacto será muito menor”, esclareceu.

Gonçalves projeta que até o final do mês Rolante retome a vida normal. “Apenas quatro famílias não conseguiram voltar pra casa. O restante sim, mas a maioria sem imóveis, recebendo doações”, contou.