O prefeito Eduardo Abrahão esteve reunido na manhã desta quarta-feira (12) no seu gabinete com o presidente do Sindicato dos Lojistas (Sindilojas) e 1º vice-presidente da Federação de Comércios (Fecomércio), Joel Dadda. No encontro foi debatida a parceria da prefeitura municipal com o órgão para a construção da Casa de Cultura da cidade.

Segundo o prefeito Abrahão, foi uma reunião “muito positiva” e ele saiu contente com o que viu: “Os presentes na reunião esclareceram dúvidas e todos demonstraram interesse na estrutura, que se vir para Osório, vai beneficiar a cidade não só agora, mas por muitos anos. Todos entenderam a importância da presença do Fecomércio no município e o quanto isso vai beneficiar a comunidade”, afirmou o prefeito osoriense.

De acordo com o presidente do Sindilojas, a ideia é construir, além da Casa de Cultura, um complexo com salas de aula para educação, academia, sala de convivência, atividades para terceira idade, biblioteca e estacionamento. Também está previsto no projeto a construção de um teatro para 550 pessoas com toda a infraestrutura necessária. O investimento e obra serão executados pelo Fecomércio, bem como a geração de aproximadamente 25 empregos e a manutenção desse espaço pelo período de cinco anos.

“O próximo passo será encaminhar o projeto para a Câmara de Vereadores, o que espero que seja concretizado. Esse projeto e as discussões acontecem já há anos e agora o sonho está prestes a se realizar”, declarou Abraão. O projeto é da Fecomércio e a logística de funcionamento será definida em parceria entre Fecomércio e prefeitura, se fechada a parceria. “Trabalhamos muito para que essa possibilidade de executarmos esse projeto ocorra em Osório”, destacou Joel Dadda.

Também estiveram presentes na reunião: o vice-prefeito municipal, Eduardo Renda; do secretário de Desenvolvimento, Turismo, Cultura e Juventude, Rossano Teixeira; os vereadores Beto Gueiê, Ed morais e Valério dos Anjos; além de representantes do Serviço Social do Comércio (Sesc) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac).

Foto: PMO