Hoje pela manhã um grupo de professores e alunos da Escola General Osório, portanto faixas, cartazes e bandeiras do Cpergs protestaram contra o governador Sartori pelo não pagamento do salário de agosto. O estado depositou na última quinta-feira (31) a menor parcela já paga ao funcionalismo, no valor de R$ 350,00.

Desde que iniciou o parcelamento dos salários no ano passado o governo vem sinalizando a situação complicada das finanças estaduais. Várias categorias ingressaram na justiça e obtiveram decisões favoráveis para o pagamento integral dos vencimentos. Agora professores registram ocorrência na Polícia Civil contra o parcelamento com foram de forçar o governo a pagar integralmente os salários.

Para piorar a situação o governo ainda havia anunciado uma outra pequena parcela de R$ 160,00 que iria depositar na sexta-feira (1) o que acabou não ocorrendo e até ontem não havia sinalizado de que faria uma nova folha com depósito de uma nova parcela.

A Secretaria da Fazenda e o governador Sartori garante que liquidará o pagamento da folha no próximo dia 13 de setembro, mesmo não tendo pago a parcela da dívida com a União.

Várias escolas entraram em greve até a liquidação dos salários. O Estado anunciou ponto facultativo para esta sexta-feira (8) com o intuito de amenizar a situação e os gastos, mas sem nenhum comunicado de que fará algum pagamento parcial ainda esta semana.