O ponto dos professores grevistas não será cortado e os dias perdidos na greve do Magistério serão repostos, conforme ficou acertado em reunião entre o secretário estadual de Educação, Vieira da Cunha, fechou acordo com a direção do Cpers, em reunião na presidência da Assembleia Legislativa, nesta terça-feira.
Com a decisão, uma nova folha de pagamento com o abono será processada pela Secretaria da Fazenda na sexta-feira, pois, no início da semana, a folha de setembro rodou com desconto aos grevistas. O pagamento dos valores referentes aos cortes no ponto dos professores sairá integralmente no dia 2.
Inicialmente, o governador José Ivo Sartori comprometeu-se a cortar o ponto de grevistas. No entanto, em reunião nessa segunda-feira, um acordo entre o Piratini e o Cpers começou a ser costurado visando o pagamento dos professores, com aval do próprio Sartori. O secretário Vieira da Cunha esteve na mesa de negociação com o Cpers.
Nessa segunda-feira, Sartori também confirmou o pagamento integral dos salários do funcionalismo, o que não ocorria desde julho, quando os salários começaram a ser parcelados.

 

thumb