O Litoral Norte segue registrando um aumento no número de casos de Coronavírus. Segundo a 18a Coordenadoria Regional de Saúde (CRS), até o final desta terça-feira (5), haviam sido registrados aproximadamente 22,8 mil casos de Covid-19 e mais de 410 óbitos. Apenas nos seis primeiros dias do ano foram confirmados 447 casos e 10 mortes por causa da doença na região.

Osório segue como a cidade com mais casos por Covid-19 na região. A cidade contempla aproximadamente um quinto (19,4%) do total de casos confirmados e 12,1% do total de mortes por Covid no Litoral Norte. O município é o único da região a ultrapassar os quatro mil casos do novo coronavírus, até o momento. Segundo o Boletim divulgado pela prefeitura municipal na segunda-feira (4), dos 11.935 testes realizados no município, 4.393 deram positivos, sendo 41 nas últimas 48 horas. Dessas, 4.186 pessoas estão curadas (94,4%), 198 em isolamento domiciliar, além de 50 pessoas que acabaram falecendo. Ainda segundo o Boletim, 7.445 testes realizados na cidade deram negativos e outros 56 aguardam o resultado. Todos os 10 leitos de UTI do Hospital de Osório estão ocupados, sendo, esses, com pessoas de outros municípios, o que não contabiliza para os números de Osório.

NÚMEROS

Até o final de ontem (terça-feira) foram registrados 22.790 casos de novo coronavírus no Litoral Norte. Desse total, 20.371 estão recuperados da doença, o que equivale a 89,3% dos infectados na região. Aproximadamente duas mil pessoas seguem com a doença ativa. O número de mortes chegou a 411. A taxa de letalidade da Covid-19 no Litoral Norte subiu para 1,8%, porém segue menor que a do Estado, que é 2%.  

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), o Rio Grande do Sul tem aproximadamente 455,4 mil casos da doença, com mais de nove mil óbitos. Em relação aos recuperados, o número já chegou a mais de 435,8 mil pessoas, o que equivale a 96% do total de diagnosticados com o novo coronavírus em todo o Estado. Vale ressaltar que aproximadamente 10,4 mil pessoas ainda seguem em tratamento domiciliar ou em hospitais, em todo o RS.