thumbO Rio Grande do Sul registrou um aumento recorde nos processos de suspensão do direito de dirigir, de 2008 a setembro deste ano. De acordo com o Detran-RS, a alta foi de 462%, com 43,5 mil ações iniciadas apenas nos primeiros nove meses deste ano. O número é 40% maior que todos os casos de 2014.

Conforme nota do órgão, a maioria das suspensões é de condutores que ultrapassaram os 20 pontos por infrações diversas (38%) ou foram flagrados dirigindo sob o efeito de álcool (34%). Outros 26% foram processos de infratores que excederam a velocidade acima de 50% do permitido e 1% que foram flagrados participando de rachas.

Para o Detran, mutirões de combate à impunidade tem sido apontados como um dos elementos que contribuíram para reduzir em 12% o número de mortes e em 15% o número de acidentes com vítimas fatais no Rio Grande do Sul em 2015, em relação ao mesmo período do ano passado.

Desde 2013, o Detran também está aplicando o processo de cassação do direito de dirigir, que deixa o condutor inabilitado por dois anos. Foram quase 20 mil processos de cassação nesses três anos. Só em 2015, foram abertos 4,7 mil processos de cassação do direito de dirigir.

O aumento do número de processos instaurados pelo Detran se deve a uma melhor estruturação da autarquia, mas também responde à intensificação da fiscalização, que resultou em mais autuações nos últimos anos. Em 2015, foram 22,5% a mais que no ano passado (analisando o período de janeiro a setembro).

Somente nesses primeiros nove meses do ano, 2,5 milhões de infrações foram registradas, sendo 1,3 milhão por excesso de velocidade. O total de infrações registradas pelos órgãos de fiscalização do Rio Grande do Sul mais que dobrou nos últimos oito anos.


There is no ads to display, Please add some