A Secretaria de Saúde do Estado anunciou nesta terça-feira o primeiro caso suspeito de microcefalia no Rio Grande do Sul. De acordo com o Ministério da Saúde, até 12 de dezembro foram registrados 2.401 casos notificados de microcefalia e 29 mortes em 549 municípios. Do número total de casos notificados, 134 casos já foram confirmados e 102 foram descartados. Em relação às mortes, foi confirmado um óbito e descartados dois. Continuam em investigação 26 mortes.

O Ministério da Saúde está ampliando ações para tentar conter o avanço do zika vírus no País. Segundo a pasta, não existem produtos comerciais para a identificação, por isso o ministério está adquirindo insumos. O secretário de Saúde do Estado, João Gabbardo, está em Brasília para acompanhar o anúncio.

A maior parte das infecções pelo zika vírus não gera sintomas e boa parte das pessoas não procura atendimento, informou o ministério. A única forma de confirmar por laboratório é se houver a coleta de sangue ainda no quadro agudo da doença. O ministério tem 18 laboratórios capazes de fazer análise biomolecular para a identificação do zika vírus.

 

Fonte: Correio do Povo