OSÓRIO – Por trás dos números de monitorados, confirmados e descartados de Coronavírus, divulgados todos os dias pela equipe da Secretaria Municipal de Saúde, há uma engrenagem de triagem, implantada em todo o sistema de Saúde do município que envolve muitas pessoas. O trabalho além de contar com profissionais da secretaria, também é realizado por funcionários das Unidades Básicas (UBS), da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e do Hospital Beneficente São Vicente de Paulo (HBSVP).

Conforme explica a farmacêutica Silvana Velho Pereira, o processo inicia com a consulta médica. “Se o paciente for diagnosticado com síndrome gripal, conforme protocolo do Ministério da Saúde, é orientado a cumprir o isolamento por 14 dias. A partir daí, a informação chega até nós e passa a fazer parte de nossas planilhas. Outros casos monitorados são aqueles que tiveram contato com pacientes positivos”, explica Silvana.

A coordenadora do Monitoramento do Covid-19 na cidade, ainda relata que indo além do que determina o Ministério da Saúde, a equipe também acompanha casos em que existam algum sintoma, mesmo que não caracteriza a síndrome gripal. “O objetivo é atuar, assim, na prevenção”, ressalta a farmacêutica.

48 horas e ‘Busca Ativa’ – Após cadastrado no Monitoramento, o paciente em quarentena recebe ligações da equipe a cada 48 horas para saber como ele esta e se há evolução de sintomas. Nesses casos também são acompanhados os familiares. Durante as ligações a equipe multiprofissional, que realiza o Monitoramento, informa e reforça como deve ser o isolamento. Lembrando quais sintomas devem ser observados e quando buscar atendimento nas unidades de Saúde.

Em caso de pacientes com sintomas agravados ou que não atendem as ligações, profissionais da Saúde realizam ‘Busca Ativa’, indo até às resistências.

Sistema ágil e informatizado

Para que todos os dados possam ser cadastrados com agilidade, eficácia e transparência uma planilha inteligente foi criada. O responsável pelo desenvolvimento do sistema, com o apoio da equipe de Tecnologia da Informação da Secretaria, servidor Jeandro Borba, revela que a planilha possibilita acesso interativo e gera resultados importantes no controle do Coronavírus.

“A partir dos cadastros, podemos saber quais os casos prioritários, que necessitam de maior atenção, nível de atendimentos e períodos de monitoramento, entre outras informações”, afirmou Jeandro.

Pacientes descartados

São descartados, conforme orientação do Ministério da Saúde, os seguintes pacientes:
– Pacientes em isolamento que, após os 14 dias, não apresentam sintomas;
– Os testados com resultado negativo;
– Os testados positivos após 14 dias sem sintomas;
– Familiares de casos sintomáticos que não apresentaram sintomas nos 14 dias de isolamento.