A Secretaria Estadual de Educação (Seduc) iniciou no último dia 24 de abril a entrega de kits de alimentação escolar para estudantes de todo o Estado. Ao todo vão ser entregues 185 mil cestas básicas contendo 24 quilos de alimentos (não perecíveis) cada, totalizando 4,5 mil toneladas de alimentos.

O total de investimento foi de aproximadamente R$ 22 milhões e foi custeado com recursos do governo do Rio Grande do Sul (nove milhões de reais) e do Programa Nacional de Alimentação Escolar – PNAE (R$ 12,7 milhões). A medida beneficia as famílias dos estudantes que deixaram de comparecer às escolas a partir da suspensão das aulas como medida de enfrentamento ao Covid-19.

Nesta quarta-feira (29/04) foi entregue a primeira remessa dos kits destinados a 11a Coordenadoria Regional de Educação (CRE). Além da 11a CRE, localizada em Osório, foram entregues os kits nas cidades de Guaíba (12a CRE), Pelotas (5a CRE) e Rio Grande (18a CRE). Cada Coordenadoria recebeu 2.340 cestas básicas, o equivalente a aproximadamente 56 toneladas de alimentos, totalizando 9.360 kits e mais 224 toneladas de alimentos.

Em Osório a entrega contou com o apoio do Exército, especialmente do 8º Regimento de Cavalaria Mecanizada, para a descarga dos alimentos na sede da coordenadoria. A partir de ontem (quinta-feira) o Exército a entrega dos kits para as escolas.

Segundo o coordenador da 11ª CRE, Fabrício Soares, a primeira remessa será entregue aos municípios com situação de maior vulnerabilidade, nos quais há mais famílias de alunos necessitando de alimentos. Vão ser atendidas aproximadamente 15 escolas de municípios como Arroio do Sal, Mampituba, Mostardas, Tavares, Torres, Três Cachoeiras e Três Forquilhas. A 11a CRE além de contemplar os 23 municípios do Litoral Norte gaúcho, incluindo Osório, também abrange as cidades de Riozinho e Rolante.

“Cerca de 70% a 80% dos nossos alunos dependem de transporte escolar para ir à escola, e o serviço está paralisado, então esses estudantes não conseguem se deslocar para comer merenda”, relatou Soares. “Para muitos, a merenda era a melhor alimentação do dia. Por isso, a ação mais apropriada é realmente distribuir esses kits para as famílias, porque assim eles terão acesso aos alimentos”, complementa o coordenador. Fabricio ainda relatou que a situação é “mais difícil” no Litoral, visto que boa parte da população tem trabalhos que dependem do movimento gerado pelo turismo.

Vale destacar que uma nova remessa de kits deve ser entregue a 11ª CRE nesse mês de maio. Entre os itens contidos estão produtos como feijão, arroz, café, biscoito, farinha de milho, farinha de trigo, açúcar, leite em pó, molho de tomate, óleo vegetal e salsicha em conserva.

FOTO: Seduc


There is no ads to display, Please add some