saNa madrugada de quinta-feira (26/11) em Balneário Pinhal, um estabelecimento comercial, situado ao lado da rodoviária, no Centro da praia, teria sido destruído a mando do próprio locatário, com uma retroescavadeira. E não era para uma reforma na espera de novos clientes.

O episódio teria acontecido um dia antes de receber uma ordem de despejo, pois o espaço físico, onde ficava a famosa Sorveteria Lambe Lambe era alugado e estaria com impostos e demais obrigações pendentes e da negativa de despejo voluntário por determinação judicial, o que gerou mandado de despejo imediato.
A população do município está surpresa e apavorada com o que ocorreu. Todos querem saber o que de fato aconteceu e os motivos que levaram o possível suspeito a tomar uma atitude tão desmedida. Segundo testemunhas, mais de dez homens impediram o acesso ao local durante o quebra quebra. Ao longo da via, carros também estavam estacionados impedindo a passagem dos moradores e daqueles que queriam conter o desmonte.
Segundo o proprietário do imóvel, janelas, portas de vidro, vaso sanitário e até bancadas de mármore foram furtados. Um boletim de ocorrência foi feito na Delegacia de Polícia de Pinhal. As penas, furto qualificado, dano ao patrimônio e por em risco os transeuntes, se somadas podem chegar a dez anos de reclusão. A rodoviária e o estabelecimento comercial ao lado da antiga sorveteria teriam sofrido danos na sua estrutura.
De acordo com a Polícia Civil, o suspeito e as supostas vítimas serão ouvidas e um inquérito será instaurado para averiguar o caso.