A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu na noite de terça-feira (8), um jogador de futebol do Esporte Clube 12 Horas, de Porto Alegre. O atleta de 24 anos de idade, que não teve a identidade revelada, é suspeito de envolvimento em dois sequestros ocorridos nos municípios de Osório e Santo Antônio da Patrulha, entre os anos de 2019 e 2020.

A prisão foi realizada em flagrante, quando o homem seguia, juntamente com os companheiros de equipe, em um ônibus pela BR-116, em direção a cidade de Rio Grande, no Litoral Sul, onde o seu clube iria disputar uma partida válida pela terceira divisão do Campeonato Gaúcho, contra o time do Rio Grande.

O veículo foi abordado para fiscalização e, durante a abordagem, foi constado que o jogador estava com um mandado de prisão em aberto contra ele. Segundo a Polícia, além de envolvimento com os sequestros, o atleta também é suspeito pelo crime de formação de quadrilha. Após ser preso e levado a Delegacia de Polícia (DP), o suspeito foi encaminhado a Penitenciária Estadual de Rio Grande, onde vai permanecer a disposição da Justiça.

Mesmo com o ocorrido o time do jogador entrou em campo na quarta-feira (9), e empatou em 2 a 2 com o Rio Grande pela partida de ida das quartas de final da Série B do Gauchão. A diretoria do 12 Horas segue sem se pronunciar oficialmente sobre o caso. O time da capital volta a campo nesse sábado (12), no Estádio Arthur Mesquita Dias para a partida da volta. Se vencer, fica com a vaga para as semifinais. Se houver novo empate, a decisão irá para as penalidades. Em caso de derrota a equipe acaba caindo fora da competição.

Foto: PRF