20906970O governo do presidente Michel Temer aguarda o momento para enviar ao Congresso Nacional o projeto de reforma da Previdência. Entre as propostas está a adoção da idade mínima de 65 anos para a aposentadoria de homens e mulheres, tanto de servidores públicos quanto os da iniciativa privada.

A ideia é que a nova regra tenha validade para os trabalhadores com menos de 50 anos, como explicou o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha. Quem tem mais de 50 permanece na regra atual, mas terá que pagar um pedágio proporcional ao tempo que falta para a aposentadoria.

Para mulheres e professores, a proposta prevê tratamento diferenciado. Neste caso, a idade de transição seria de 45 anos. O tempo de contribuição só teria peso para o valor do benefício.

O ponto de partida do governo é convencer a todos da urgência da reforma da Previdência. O déficit no setor é crescente e deve chegar a R$ 200 bilhões em 2017.

GAÚCHA