Reprodução Youtube

A partir de agora os testes rápidos para detecção do zika vírus fazem parte da tabela de procedimentos do SUS. A determinação foi divulgada nesta segunda-feira (03) no Diário Oficial da União. O objetivo é otimizar o diagnóstico laboratorial para triagem inicial de amostras suspeitas zika e tratar o mais rapidamente possível.

De acordo com o Ministério da Saúde, a tecnologia confirma em 20 minutos se o paciente está ou já foi infectado pelo vírus zika em algum momento da vida. Será possível identificar o vírus no organismo, independente do tempo de infecção. Atualmente, o teste ofertado no Sistema Único de Saúde só detecta a doença quando o vírus está presente na corrente sanguínea.

O teste será realizado em pessoas que tiverem sintomas da doença e com indicação médica, sendo que as gestantes e crianças terão preferência.

O zika vírus é apontado como responsável pela epidemia de microcefalia que o país vivem em 2015.