A Força-Tarefa do Programa Segurança Alimentar realizou nessa segunda-feira (10), inspeção em seis locais nas praias de Imbé, Tramandaí e Cidreira. Ao todo, foram apreendidas cerca de 11 toneladas de alimentos impróprios ao consumo no primeiro dia de ação da FT Segurança Alimentar no Litoral Norte.
Em Tramandaí, foi fiscalizada e autuada a Peixaria Laureano, por armazenar e comercializar pescados vencidos. Houve, também, autuação do Supermercado Popular. Em Imbé, o Quiosque Estação 4 foi autuado por vender pescados vencidos.
Outros três locais, dois em Imbé e um em Cidreira, que funcionavam clandestinamente, foram vistoriados e acabaram fechados, a partir de mandados de busca e apreensão.
Em Imbé, a Força-Tarefa localizou um depósito clandestino pertencente à Peixaria Laureano. Lá estava armazenada grande quantidade de pescados, o que é irregular. Tudo foi apreendido e inutilizado. Também em Imbé, outro depósito clandestino, desta vez pertencente ao Quiosque Estação 4, foi identificado pela Força-Tarefa. Mais uma vez uma grande quantidade de pescado foi encontrada, mas sem procedência. Em Cidreira, outro local irregular foi vistoriado e fechado, o Galera da Pesca. Não havia alvará, estava localizado em terreno de Marinha e em péssimas condições de higiene.
“O foco da Força-Tarefa Segurança Alimentar, como já vem sendo feito em outras temporadas, é garantir que o comércio já esteja adequado, fornecendo alimentos seguros para o seu consumo, quando os consumidores chegarem para o período de festas e para o veraneio”, explicou a coordenadora do Centro de Apoio Operacional de Defesa do Consumidor e da Ordem Econômica, Caroline Vaz.
Participaram da operação: Procon RS, Ministério Público Estadual, Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado – Segurança Alimentar – (Gaeco), Secretaria Estadual da Agricultura, Delegacia do Consumidor, Patram, Vigilâncias Sanitárias municipais de Cidreira, Tramandaí e Imbé.
Texto: Ascom Procon RS/Fernanda Coiro com informações do MPRS
Edição: André Malinoski/Secom