uergs_logoA Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs) obteve aprovação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) para a oferecer mestrado profissional em Ambiente e Sustentabilidade. O parecer do órgão responsável no Ministério da Educação pela aprovação e gestão de cursos de pós-graduação foi publicado nessa terça-feira (3). A primeira turma do curso deve ser aberta no próximo ano na Unidade em São Francisco de Paula.

Este será o primeiro curso de mestrado aberto pela Uergs, que completará 15 anos em 2016. De acordo com o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Clódis Andrades Filho, a aprovação da Capes representa um salto no crescimento da Universidade. “É um sinal de que a Uergs chegou num patamar elevado de maturidade científica, com condições de oferecer um mestrado. Contribui para essa conquista o alto nível de capacitação e produtividade científica e técnica dos professores que elaboraram a proposta”, destaca o pró-reitor.

Um dos critérios mais relevantes levados em consideração pela Capes é a produção docente, medida pela publicação de livros e artigos que tenham impacto científico e tecnológico. O projeto também foi valorizada pelo respaldo de outras instituições. “A oferta do curso vem apoiada na proposta por diferentes prefeituras, organizações e setores do governo, o que demonstra sua importância e relevância para a Região Nordeste do Rio Grande do Sul”, diz o parecer da Capes.

A escolha da Unidade em São Francisco de Paula para sediar o curso se fundamenta na diversidade de áreas ambientalmente protegidas na região. “Há uma grande necessidade de capacitação do funcionalismo público e privado na área ambiental, o que justifica inclusive o apoio de diversas instituições nesta iniciativa”, explica a reitora, Arisa Araujo da Luz.

A proposta do curso é interdisciplinar, voltada a profissionais de diversas áreas. Serão três linhas de pesquisa: Sociedade, Ambiente e Desenvolvimento; Tecnologias Sustentáveis para o Desenvolvimento; Conservação e Manejo da Biodiversidade. “A ideia é produzir trabalhos interdisciplinares e com alta aplicabilidade para atender as demandas socioambientais”, acrescenta o pró-reitor.

Entrevistas: o pró-reitor de Pesquisa e Pós-graduação, Clódis Andrades Filho, está à disposição pelo telefone 51 8321 4628.

Texto: Daiane de Carvalho Madruga/ Ascom Uergs


There is no ads to display, Please add some