19367323Após recentes casos de violência contra a mulher, como o estupro coletivo de uma adolescente no Rio de Janeiro, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) manifestou posição pela necessidade de se incluir a educação sexual e de gênero nas escolas brasileiras. Em nota publicada na terça-feira (8), a organização reforçou o “compromisso com a garantia dos direitos das mulheres e da população LGBT”.
A organização também tem se manifestado favorável à inclusão das temáticas de gênero e sexualidade nos planos de educação dos estados e municípios. Boa parte dos documentos aprovados, inclusive no Rio Grande do Sul, exclui referências à identidade de gênero.
A Unesco lançou uma campanha nas redes sociais sobre o tema e disponibiliza diversos materiais para que os professores trabalhem a temática em sala de aula.