A Universidade Luterana do Brasil (Ulbra), Campus Torres, vai realizar atendimento fisioterápico em pacientes que tiveram alguma sequela recorrente da Covid-19. O trabalho vai ser realizado pelos estudantes do Curso de Fisioterapia da Ulbra que estão em fase de conclusão de curso, orientados pelos professores e preceptores, que possuem ampla experiência principalmente na área da fisioterapia respiratória.

A iniciativa partiu do vereador de Torres, Silvano Borja (PDT), que formalmente solicitou o apoio da universidade: “Fui conversar com o diretor da Universidade, Douglas Mesquita Carneiro, para que a comunidade tivesse um atendimento de qualidade, e sem um custo alto”, aponta o vereador.

De acordo com o coordenador do curso de fisioterapia da Ulbra Torres, Vicente de Almeida Brito, o projeto beneficia ambos os lados. “Nós temos essa preocupação, em auxiliar a comunidade nesse momento grave, e isso também auxilia no processo de formação do nosso acadêmico, já que por meio dessa condição, nós estamos gerando aprendizado aos nossos alunos, fundamentais no processo de formação desses futuros profissionais, que estarão mais preparados para o futuro”, disse Brito.

As principais sequelas pós Covid-19 observadas até o momento são fraqueza muscular, perda de massa muscular, diminuição da capacidade pulmonar, fadiga extrema, dificuldade em andar e perda de olfato e paladar, além de alterações psiquiátricas. Vale ressaltar que, boa parte desses sintomas, pode ser tratados com auxilio de fisioterapia.

Foto: PMT