Resultado de imagem para Vacinação contra febre aftosa

A Secretaria de Agricultura de Maquiné, por meio do Posto Veterinário realiza a 2ª etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa no Estado do Rio Grande do Sul, onde deverão ser imunizados os bovinos e búfalos de 0 a 24 meses de idade até o dia 30 de novembro. A meta é atingir uma cobertura vacinal de 100%, sendo que na etapa de maio de 2016 obtivemos índices vacinais declarados de 100% no Município.
A principal alteração para esta etapa é que não haverá doação de vacinas contra a febre aftosa pelo Governo do Estado do RS, sendo assim, todos os produtores, independente da quantidade de bovídeos que possuam, deverão comprar as doses necessárias para a vacinação do rebanho em casas agropecuárias credenciadas para a comercialização da vacina contra a febre aftosa. Após, deverão comprovar a vacinação através da apresentação da Nota Fiscal de compra e declaração da quantidade de animais vacinados, por categoria, no Posto Veterinário. O prazo máximo para a comprovação da vacinação é de 05 dias úteis após o término da etapa o dia 7 de dezembro.
Aqueles que não comprovarem a vacinação serão autuados, conforme determinação do Decreto Estadual n° 52.434/2015 e terão sua propriedade interditada até a regularização dos procedimentos. A Febre Aftosa é uma doença viral, altamente contagiosa e de rápida disseminação, com grandes impactos econômicos e sociais nos locais onde ocorre. Entre os anos de 2000 e 2001, foram registrados 52 focos confirmados da doença, em diversos municípios do Rio Grande do Sul. Entre as consequências diretas podemos citar o sacrifício de mais de 26 mil animais e o gasto de aproximadamente R$ 11 milhões em ações sanitárias para a contenção da doença, além das perdas econômicas geradas pelo impedimento da venda de produtos de origem animal e vegetal.

Fonte: Ascom PMM