Após o início da vacinação contra a Covid-19 no Estado, no final da noite de segunda-feira (18), as doses da vacina começaram a ser distribuídas nas cidades gaúchas. Das 341,8 mil doses que o RS recebeu, 4.280 foram entregues a 18a Coordenadoria Regional de Saúde (CRS), a qual pertence os 23 municípios do Litoral Norte. Dessas, 870 vão ser destinadas a idosos que vivem em asilos, lar de idosos, etc; 455 para profissionais que trabalham nessas instituições e 160 para indígenas que vivem em aldeias da região.

As demais vacinas vão ser aplicadas em profissionais da área da saúde: 920 para profissionais que atuam na atenção básica (Centro Covid), 830 para trabalhadores dos Prontos Atendimentos, 620 para funcionários de hospitais, 320 para agentes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e 45 para profissionais de radiologia. As outras 50 vacinas vão ser utilizadas para a segunda fase da vacinação.

Com base no número de habitantes e pessoas dentro dos grupos de risco em cada cidade, a distribuição da vacina no Litoral Norte ficou assim: os seis maiores municípios da região receberam 2.419 doses da vacina. Osório recebeu 695 doses, Torres 649, Capão da Canoa 560 e Tramandaí 495 doses. Imbé e Santo Antônio da Patrulha vão receber 310 doses, cada um. Outras 1.315 doses foram distribuídas para as demais 17 cidades da região: Palmares do Sul recebeu 171doses da vacina, Mostardas 135, Balneário Pinhal 125 doses, e Cidreira e Xangri-lá 120 cada uma. Já Arroio do Sal recebeu 100 doses da vacina. As demais doses foram distribuídas da seguinte maneira: Três Cachoeiras: 90 doses; Maquiné e Tavares: 80 doses; Terra de Areia: 64 doses; Caraá: 41 doses; Capivari do Sul: 29 doses; Dom Pedro de Alcântara, Itati, Mampituba, Morrinhos do Sul e Três Forquilhas: 20 doses. As 546 doses da vacina restantes vão ser utilizadas na próxima etapa de vacinação.

Vale ressaltar que o Estado deve mandar daqui a três semanas uma nova remessa de vacinas contra a Covid-19, para ser aplicada a segunda da vacinação, aos primeiros vacinados. E por falar em vacinados, a primeira vacinada na região, foi uma moradora de Osório: a técnica em enfermagem do Hospital São Vicente de Paulo (HSVP), Bruna Martins (35). “Ontem (segunda-feira, 18) ainda falávamos entre os colegas sobre quando seríamos contemplados. Jamais imaginei que receberia agora. E nunca pensei ser a primeira de todo o Litoral Norte”, declarou Bruna, após receber a primeira dose da vacina. O ato simbólico no auditório do HSVP contou com a presença do prefeito Roger Caputi, do secretário municipal de Saúde Danjo Renê, da coordenadora da 18ª CRS Janete Teixeira e do diretor do Hospital de Osório Francisco Moro.

O prefeito osoriense falou sobre o “grande momento” não só para a cidade, mas também para toda a região e reiterou a importância da população manter os cuidados contra o novo coronavírus: É um orgulho estar aqui hoje no hospital participando desse momento histórico. É o primeiro grande passo para que ali na frente tenhamos tranquilidade de poder voltar a conviver e desfrutar com uma condição melhor de vida. As crianças voltarem para a sala de aula com maior segurança, os idosos poderem circular com mais segurança, enfim retomarmos a atividade da cidade. (Entretanto), as precauções e os cuidados não mudam. Continuaremos usando máscara, utilizando álcool gel e mantendo o distanciamento”, declarou Roger Caputi.

Além de Osório, outros municípios da região como Capão da Canoa, Imbé e Tramandaí, também iniciaram a vacinação na terça-feira. Em Imbé, a enfermeira Sonia Vargas de Mesquita (48) foi a primeira pessoa a ser imunizada contra a Covid-19. O ato simbólico foi realizado no Pronto Atendimento da Zona Norte: “É um motivo de muito orgulho representar meus colegas e toda a nossa população neste ano”, resumiu Sonia. Ela foi imunizada pela enfermeira e colega Vera Rolim, profissional com mais de 30 anos de atuação no setor de vacinação de Imbé. Estiveram presentes no ato o prefeito Ique Vedovato, o vice-prefeito Régis Cacetinho e o secretário municipal de Saúde Tierres da Rosa.

Em Tramandaí, seis pessoas receberam as primeiras doses da vacina, em um ato realizado no auditório da Farmácia Municipal, que contou com a presença do prefeito Luis Carlos Gauto, entre outras autoridades municipais. Os vacinados são servidores da Secretaria de Saúde de e do Hospital Tramandaí. Foram imunizados a higienizadora Daniela Borba Brancoli, as técnicas em Enfermagem Débora Cristina Mattos da Costa e Lucileide Machado Orietti, os enfermeiros Marcelo Farias e Adrian Suelen do Amaral Ramos, além da médica Ana Paula Lazareti. Vale ressaltar que, até essa sexta-feira (22), todos os municípios do Litoral Norte já haviam iniciado a vacinação contra a Covid-19.

CRONOGRAMA DE VACINAÇÃO

A medida que o RS for recebendo mais doses das vacinas contra a Covid-19, os municípios da região vão receber mais doses para vacinação. Vale lembrar que primeiramente estão sendo vacinados os trabalhadores da saúde, idosos que vivem em instituições de longa permanência, trabalhadores dessas instituições, além de indígenas e quilombolas. De acordo com o governo do Estado, a meta é aplicar 162.761 doses na primeira fase, vacinando 134.523 em trabalhadores de saúde, 14.348 indígenas, 9.510 pessoas com mais de 60 anos residentes em instituições de longa permanência e 380 pessoas com deficiência institucionalizada.

Seguindo o cronograma do governo, os próximos a serem vacinados vão ser os idosos entre 60 e 74 anos de idade. No grupo 3 a prioridade é vacinar pessoas com comorbidades como diabetes, hipertensão, doença pulmonar, doença renal, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, além de indivíduos transplantados de órgão sólido, com anemia falciforme, câncer ou obesidade grave. Para fechar, o grupo 4 inclui a vacinação de professores (de educação básica a ensino superior), servidores das forças de segurança, salvamento e sistema prisional. Só depois de concluídas todas as etapas, as vacinas vão ser distribuídas para o resto da população.

FOTO: Mauro Schaefer


There is no ads to display, Please add some