Vento forte criou ondas nas águas do Guaíba | Foto: Alina Souza

Como previsto pela MetSul Meteorologia, a chegada de um ciclone extratropical na região Sul do Rio Grande do Sul provocou rajadas de até 111 km/h na Barra do Chuí, praia do município de Santa Vitória do Palmar, nesta quinta-feira. Cerca de 222 quilômetros (em linha reta), em Rio Grande, o vento chegou a 85 km/h e obrigou o porto da cidade a suspender as operações. Em Porto Alegre, o clube Veleiros do Sul registrou rajadas de até 82 km/h.

Até mesmo no Litoral Sul, cerca de 517 quilômetros de Barra do Chuí, o vento chegou a 80 km/h, com rajadas com velocidade superiores, segundo a MetSul. Por volta das 15h, a estação do Aeroporto Salgado Filho registrou ventos de 68 km/h. Segundo informações do Centro de Comando de Porto Alegre (Ceic), a tendência é de que o deslocamento de ar na Capital do Estado chegue a 100 km/h nas próximas horas. O Ceic alertou para que seja evitada a navegação no Guaíba.

Imagem do satélite mostra o ciclone sobre o Uruguai e Rio Grande do Sul – Foto: MetSul / Reprodução Twitter / CP

A ventania causou estragos na passagem pelo Uruguai, onde foram registradas rajadas de até 100 km/h em Montevidéu. Muitas árvores caíram na capital do país vizinho e o mar ficou bastante agitado, com a água invadindo áreas de praias e avenidas.

Segundo a previsão repassada pela MetSul na quarta-feira, em alto mar, junto à costa gaúcha, o vento pode atingir 150 km/h ou mais na sexta, o que irá gerar uma forte agitação marítima com perigo para embarcações e possível ressaca. Na sexta e no sábado, as ondas podem até atingir alturas de quatro a cinco metros na orla gaúcha.