Praticamente todo o Rio Grande do Sul sofreu com as fortes rajadas de vento que atingiram o Estado durante o final de semana. Segundo a Somar Meteorologia, um ciclone extratopical que atingiu a costa gaúcha, foi o responsável pelo vento de quase 90 quilômetros por hora (km/h).

Aproximadamente 161 mil pessoas acabaram ficando sem luz no RS. Até o final desta segunda-feira (19), mais de 100 mil pessoas ainda seguiam sem energia elétrica, segundo a Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE). Os locais mais afetados foram as regiões Sul e do Litoral Norte. Só no Litoral Norte mais de 36 mil seguiam afetadas, sendo Capão da Canoa, Imbé, Terra de Areia e Três Cachoeiras, os municípios mais afetados.

O vento causou diversos transtornos como queda de árvores e postes, destelhamento de casas e devido a falta de energia nas bombas da Corsan, houve interrupção de abastecimento de água em alguns municípios, como foi o caso de Imbé, que até esta segunda-feira (19), boa parte da cidade seguia sem água.

Em Terra de Areia, a fachada de uma igreja, no Centro do município, acabou desabando durante a noite de domingo (18). Felizmente, ninguém ficou ferido. Já em Tramandaí, o Hospital da cidade acabou tendo parte da sua cobertura destelhada. Na manhã de ontem (segunda-feira), a prefeitura de Imbé deslocou uma equipe da Secretaria de Obras para fazer os reparos. Os servidores fizeram a limpeza e retirada das telhas quebradas e até o meio-dia o conserto já foi finalizado.

Segundo o diretor administrativo do Hospital Tramandaí, Roger Esteves, alguns pacientes chegaram a ser transferidos para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Tramandaí e para o Hospital de Santo Antonio da Patrulha, onde permaneceram até a finalização dos trabalhos.

O vento deve seguir até essa terça-feira (20), mas a medida que o ciclone vai se afastando do continente, as rajadas devem ser menores. A Defesa Civil ainda segue contanto o prejuízo causado pelo vendaval na região. A CEEE e a Corsan estão trabalhando para estabelecer o quanto antes os serviços de luz e água, mas reiteram, que o reabastecimento só vai voltar ao normal, quando o tempo melhorar, possibilitando assim, que os serviços necessários sejam realizados.

NA FALTA DE ENERGIA o cliente pode enviar um SMS para o número 27307 com a palavra LUZ e o número da unidade consumidora (código do consumidor), localizado no canto superior direito da fatura. A CEEE orienta para que ninguém se aproxime de cabos caídos, galhos e árvores próximas, pois podem estar energizados e causar choque. Nessa situação o recomendado é entrar em contato diretamente com a Companhia, pelo telefone: 0800 721 2333.

Foto: Divulgação