Em novembro foram fechados 2,4 mil postos de trabalho com carteira assinada no Rio Grande do Sul, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta sexta-feira (21) pelo Ministério do Trabalho. O número representa queda de 0,09% no total de trabalhadores formais, em comparação ao mês anterior.

O resultado se deve, principalmente, ao recuo do emprego nos setores da indústria de transformação (-5.306 postos) e da construção civil (-2.307 postos). O comércio foi o setor com melhor desempenho, em razão das contratações temporárias para o Natal, seguido pela agropecuária. No ano de 2015, houve decréscimo de quase 61 postos de trabalho no Rio Grande do Sul.

A Região Metropolitana de Porto Alegre registrou uma retração de 4,7 mil empregos formais, queda de 0,41% se comparado a outubro. Alvorada se destaca entre as cidades que mais registraram demissões em novembro. Foram 1,1 mil vagas fechadas.

Em todo o Brasil, o balanço aponta redução de 130,6 mil empregos, com declínio de 0,32% em relação a outubro. No acumulado do ano, o nível de emprego formal apresenta um recuo de 945, 3 postos.

No recorte geográfico, os dados do Caged demonstram que houve redução no nível em todas as Grandes Regiões do Brasil. Porém, quatro delas também sinalizam uma desaceleração no ritmo de queda: Sudeste, Sul, Nordeste e Norte.

GAÚCHA